Classificação das palavras

Classificação das palavras

As palavras dependendo de sua finalidade, constituem determinados grupos, denominados classes gramaticais.

Na língua portuguesa existem dez classes gramaticais. Destas, seis são constituídas por palavras variáveis, isto é, palavras cujas formas podem ser alteradas, e quatro constituídas por palavras invariáveis.

Classes gramaticais formadas por palavras variáveis:

  1. Substantivo
  2. Adjetivo
  3. Artigo
  4. Numeral
  5. Pronome
  6. Verbo

Classes gramaticais formadas por palavras invariáveis

  1. Advérbio
  2. Preposição
  3. Conjunção
  4. Interjeição

Substantivo

O substantivo é a palavra que dá nome aos seres em geral.

São substantivos:

  • nomes de pessoas, animais, vegetais, lugares, objetos:
    Lucas, Aline, Brasil, Portugal, laranja, lápis, cachorro;
  • ações, sentimentos, estados, qualidades tomados como seres:
    atração, beleza, vontade, devoção, alegria.
  • substantivos concretos

Adjetivo

Palavra que expressa características, qualidades (ou defeitos) e estados dos seres.

Indicando-lhes:

  • uma qualidade ou defeito:
    moça gentil, pensamento obscuro;
  • o modo de ser:
    pessoa hábil;
  • o aspecto ou aparência:
    jardim florido;
  • o estado:
    criança enferma.

Artigo

Palavra que se coloca antes do substantivo para determiná-lo de maneira geral (indefinida) ou particular (definida).

O próprio conceito de artigo nos leva a uma subdivisão dessa classe gramatical:

  • definidos: o, a, os, as;
  • indefinidos: um, uma, uns, umas.

O artigo substantiva qualquer palavra.

Toda palavra determinada por um artigo passa a funcionar como substantivo. Esse fato gramatical recebe o nome de substantivação.

Ouvia-se o cantar de um pássaro.

Na frase acima, a palavra cantar pertence à classe gramatical do verbo, mas por estar determinado pelo artigo, ela funciona como substantivo.

 

Numeral

Palavra usada para expressar uma quantidade definida, exata, de seres, ou a posição que um ser ocupa numa determinada sequência.

Os numerais podem ser:

  • cardinais: Indicam uma quantidade determinada, exata:
    Um e um são dois. Apenas 330 em cada mil alunos completavam o estudo básico.
  • ordinais: Indicam a ordem de sucessão que os seres e os objetos ocupam em determinada série:
    A taxa de repetência escolar no primeiro ano é altíssima.
  • multiplicativos: Indicam o aumento proporcional da quantidade, a sua multiplicação:
    O Brasil deveria investir em educação, o triplo do que investe.
  • fracionários: Exprimem a diminuição proporcional da quantidade, a sua divisão:
    "E entre pesar e ventura,
    Me fico repartido:
    Metade aqui, outra metade
    Em Minas." (A. de Oliveira, P, III, 190.)

 

Pronome

Palavra que substitui o substantivo ou acompanha o substantivo, determinando a sua significação.

Há seis espécies de pronomes:

  • pessoais: eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas, me, mim, comigo, te, ti, contigo, o, a, lhe, se, si consigo, nos, conosco, vos, convosco, os, as, lhes, você, senhor, senhora, vossa senhoria, vossa excelência, vossa eminência, vossa alteza, vossa santidade, vossa reverendíssima, vossa paternidade, vossa magnificência, vossa majestade;
  • possessivos: meu, minha, meus, minhas, teu, tua, teus, tuas, seu, sua, seus, suas, nosso, nossa, nossos, nossas, vosso, vossa, vossos, vossas, seu, sua, seus, suas;
  • demonstrativos: este, esta, estes, estas, esse, essa, esses, essas, aquele, aquela, aqueles, aquelas, isto, isso, aquilo;
  • relativos: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cujos, cuja, cujas, quanto, quantos, quanta, quantas, que, quem, onde, aonde;
  • interrogativos: qual, quais, quanto, quata, quatas, o que, que, quem;
  • indefinidos: algum, agluns, alguma, algumas, nenhum, nenhuns, nenhuma, nenhumas, todo, todos, toda, todas, outro, outros, outra, outras, muito, muitos, muita, muitas, pouco, poucos, pouca, poucas, certo, certos, certa, certas, tato, tantos, tanta, tantas, quanto, quantos, quanta, quantas, qualquer, quaisquer, um, uma, uns, umas, alguém, ninguém, tudo, outrem, nada, cada, algo, mais, menos, cada um, qualquer um, todo aquele que, um ou outro, seja quem for.

 

Verbo

Palavra que exprime um fato, em geral uma ação, um estado ou um fenômeno, localizando-o no tempo.

Apresenta variações de número, de pessoa, de modo, de tempo e de voz. O verbo é a classe gramatical que apresenta maior número de flexões.

Eles são distribuídos em três diferentes grupos, chamados conjugações.

Conjugação Verbos terminados em Exemplos
-ar viajar, sonhar.
-er viver, crescer.
-ir sorrir, sentir.

Os verbos terminados em or são considerados da 2ª conjugação, pois têm origem no antigo verbo poer. Exemplos: compor, propor.

Advérbio

Palavra invariável que modifica o sentido do verbo, acrescentando a ele determinadas circunstâncias.

Dependendo da circunstância que expressam, os advérbios podem se classificar como:

  • lugar: lá, acima, aqui;
  • modo: bem, mal, pacientemente;
  • dúvida: talvez, possivelmente;
  • negação: não;
  • afirmação: sim, realmente;
  • intensidade: muito, pouco, tão;
  • tempo: agora, hoje, logo.

Preposição

Palavra invariável que relaciona duas ou outras palavras, estabelecendo entre elas determinadas relações de sentido e de dependência.

As preposições mais comuns são listadas abaixo:

a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por (per), sem, sob, sobre, atrás, conforme, como, durante, exceto, fora, mediante, segundo, salvo.

 

Conjunção

Palavra invariável que liga duas orações ou duas palavras de mesma função em uma oração.

As horas passam e os homens caem, mas a poesia fica.

 

Interjeição

Palavra (ou conjunto de palavras) que expressa, de forma intensa e instantânea, nossos sentimentos e emoções.

Por exemplo: Oba! Ufa! Ai!

Oba!Ganhei!

Você precisa ser cadastrado e estar logado para acessar este conteúdo.

Cadastre-se gratuitamente clicando aqui

Para fazer uma pergunta no debate é necessário se cadastrar e fazer login.
logo da Hastatus

Carregando...